Museu de Rua – Carnavais de Pelotas, Foliões da Nossa História

Museu de Rua desenvolvido por alunos da Museologia e do LEPPAIS/Antropologia da UFPel, visando a valorização das auto-representações do saber popular, entendido como protagonista dessa história coletiva. Constitui uma pesquisa aberta e dinâmica, com potencialidade para ser expandida e aprofundada, de acordo com as trocas que possa desencadear.
“Carnavais de Pelotas, Foliões da Nossa História” foi o tema que nos guiou na descoberta de uma cosmologia carnavalesca em que o tempo cíclico das estações marca o fim da penúria do inverno e a entrada da primavera, ou o “entrudo”, comemorado com fartura, máscaras e fantasias.
Historicamente, as comemorações carnavalescas conduzidas pelo Deus Folião remetem às festas pagãs greco-romanas, sacralizadas e controladas, na Idade Média, pela Igreja Católica, que chegam ao Brasil pela colonização portuguesa e aqui adquirem formas híbridas pelas trocas de outras influências europeias com as de escravos de origem africana, populações nativas e pobres em geral. Contrário ao refinamento de uma sociedade que se moderniza e urbaniza, o folguedo foi cada vez mais hostilizado durante a República, transmutando-se em novas formas e significados, que buscamos conhecer através de leituras, conversas, entrevistas, busca em acervos fotográficos e consultas a especialistas.
 MRC-01-Abertura
MRC-03-CarrosAlegoricos